Rodovia BR 465, Km 7 - ICHS, UFRRJ, Seropédica/RJ

A Tecnologia da informação no comércio exterior

,

É perceptível que a cada ano a tecnologia desenvolve-se, se tornando cada vez mais acessível para as pessoas, transformando suas vidas e facilitando o cotidiano. No comércio exterior isso não é muito diferente. A tecnologia da informação tem impactado progressivamente toda a cadeia de exportação brasileira, descomplicando um processo tão complexo como é o comércio exterior (comex).

No que se refere à tecnologia da informação no comex, em dezembro de 2013, os países membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) estabeleceram o Acordo de Facilitação do Comércio (AFC) que possui como um dos objetivos a modernização dos processos aduaneiros, além de visar tornar os processos do comércio exterior mais eficientes e menos burocráticos. 

Para isso, a tecnologia da informação tem sido uma importante aliada, haja vista que cada vez mais tecnologias surgem e servem de apoio ao comercio exterior, como a Internet das Coisas, a blockchain e a própria Inteligência Artificial. 

Como a tecnologia da informação pode simplificar o comércio exterior (comex)

O Acordo de Facilitação do Comércio firmado na OMC em 2013 entrou em vigor no Brasil no início de 2017. A OMC previu que esse acordo impulsionaria as exportações mundiais em até US$ 1 trilhão por ano e ajudaria a reduzir os custos do comércio global em 14%. Uma das formas de se facilitar o comércio exterior é aproveitando o que a tecnologia tem a oferecer.

Nesse sentido, a tecnologia pode ser uma grande aliada no que tange à simplificar o comércio exterior desde o início até o final do processo. Por esse motivo, é importante entender o conceito de tradetech. De acordo com o Fórum Econômico Mundial, tradetech significa o conjunto de tecnologias que possibilitam que o comércio internacional seja mais eficiente, inclusivo e equitativo, além de viabilizar a divisão em duas categorias. 

A primeira categoria seria a transformação dos dados do analógico para o digital. Por exemplo, realizar a conversão de documentos em papel para documentos digitais. Por sua vez, a segunda categoria diz respeito à otimização e a sincronização dos processos entre diferentes partes e depende dos dados da primeira categoria, como a inteligência artificial. 

Nos últimos anos, por exemplo, evidencia-se que tem surgido algumas tecnologias emergentes, responsáveis por promover maior inclusão no comércio exterior, como a Internet das Coisas (IoT). Essa inovação ajuda a rastrear e monitorar a segurança das mercadorias em tempo real e reunir dados sobre a condição física de um produto em trânsito. Adicionalmente, no que refere-se à tecnologia da informação, há também a tecnologia 5G, a qual têm fornecido suporte para gerenciar operações em portos e transmitir vídeos em alta definição. 

Além das tecnologias de informação citadas, existem outras como a blockchain, que registra a transação de moedas virtuais de uma forma segura, e o Big Data, o qual coleta um grande volume de dados e os analisa, extraindo padrões e utilizando-os para melhorar processos e produtos, por exemplo. Todas essas ferramentas têm como intuito, auxiliar na redução de erros em legislação, facilitar o uso de sistemas de comércio exterior, reduzir custos e garantir uma maior eficiência nas transações internacionais. 

A tecnologia da informação no comércio exterior brasileiro (comex)

No Brasil, o Governo Federal investe exponencialmente na digitalização do comércio exterior. Sob esse viés, um dos melhores exemplos de tecnologia da informação no comex é o Portal Único Siscomex, criado em 2014, sendo um dos maiores responsáveis por diminuir a burocracia do comércio exterior brasileiro. Nesse portal estão reunidas as informações relacionadas às transações internacionais ocorridas no território brasileiro, o que tem agilizado o processo e deixado as informações mais transparentes, além de ter reduzido muitos custos.

Adicionalmente, outro exemplo de transformação digital é o Programa Operador Econômico Autorizado (Programa OEA), instituído em 2020, o qual tem como objetivo ampliar a segurança e a confiabilidade no comércio exterior, além de auxiliar a garantir maior agilidade nas transações internacionais. Além disso, o programa concede uma certificação para as empresas que se sujeitam à avaliação da Receita Federal do Brasil (RFB). Vale destacar que, o Programa OEA é de adesão voluntária e pode ser solicitado no Portal Único Siscomex, no entanto, a empresa precisa cumprir alguns requisitos para receber a certificação. 

Ademais, o Programa OEA faz parte de um projeto do Governo Federal, o Novo Processo de Importação (NPI), que está sendo implementado gradualmente desde o seu anúncio ocorrido em 2018. Nesse sentido, O NPI tem como finalidade, diminuir a burocracia e também melhorar o custo-benefício das importações, e um dos destaques desse novo processo é a Declaração Única de Importação (DUIMP), que reúne em um só documento a antiga Declaração de Importação (DI) e a Declaração Simplificada de Importação (DSI). Uma das metas do NPI é diminuir o tempo médio do processo de importação em cerca de 40%. 

Quer a tecnologia da informação como aliada nas suas exportações no comércio exterior? 

Como visto anteriormente, o comércio exterior (comex) está cada vez mais informatizado e a falta de adaptação tecnológica nas empresas pode ser um empecilho para o seu crescimento. Possuir a tecnologia como aliada é crucial para evitar erros e atrasos que podem resultar em multas. 

A XPORT Jr. Consultoria e Suporte Internacional possui a tecnologia como aliada e a utiliza da melhor maneira para oferecer serviços de excelência aos seus clientes. Sob esse viés, a nossa empresa disponibiliza soluções que vão desde a Análise de Comércio Internacional, em que é realizado um estudo dos melhores destinos para a sua mercadoria, até o Planejamento de Exportação, o qual identifica as exigências do país de origem e de destino da sua mercadoria.

Desse modo, tudo isso é feito para que seja constatado as documentações e certificações necessárias para exportar o seu produto, visando diminuir os riscos da sua entrada e saída de um determinado país.

Entre em contato conosco para entendermos como podemos buscar a melhor solução para o seu propósito! 

Authors

Compartilhe essa publicação:

Últimas publicações

Comentários

Iniciar conversa
Olá! 👋

Gostaria de realizar um orçamento sem compromisso?